Carolas

É divertido ver liberais discutindo conservadores, Edward Feser nota como eles, sendo difamados pelos que sabem todos os clichês sobre Hayek, Mises não pestanejam em usar os mesmos tipo de superficialidade contra conservadores. Nessa que não será a última querela pessoal entre Constantino e Olavo, é interessante notar que as piores acusação feitas ao filósofo e aos conservadores são de ordem estética, sendo acusados de carolice ou caretice.

Liberais confiam no convencimento de suas idéias, que basta divulgá-las, mas conservadores sabem que idéias não precisam ser sexys para ser verdadeiras, um judeu com aparência de mendigo, que o profeta Isaías disse que não tinha qualquer beleza ou majestade, e nada em sua aparência para que o desejássemos, era a Verdade andando na Terra. O nazismo era uma ideologia com um forte sexy appeal, andavam em carros de luxo, jaquetas de couro Hugo Boss, e deram origem às duas maiores marcas do esporte hoje, Adidas e Puma. Um conservador sabe da rudeza de suas idéias, por isso entende, em uma sociedade sensualista como a brasileira, que elas não tem o mesmo poder de convencimento. E ainda mais o cristianismo, cujas idéias literalmente só podem ser aceitas por um milagre, do Espírito Santo, convencendo o pecador de seus pecados.

As bizarrices do Olavo não são bizarrices se ele estiver certo, o exemplo dado da Pepsi, que querem que aceitemos como fato bruto de que é inverdade, ainda está em disputa no site Snopes, sendo que há até boas evidências que a parceira da Pepsi, Senomyx, se usa de células embriônicas para testes de sabor.

Quando nazistas começaram a matar judeus na europa, pouco se acreditava, os próprios americanos não criam nessas histórias, reenviando o St. Louis lotado de judeus refugiados de volta nas mãos dos nazistas. O quão fora do comum é imaginar que nazistas jogaram judeus em campos de concentração e lá os matava todos com gás e fornalha? Nem mesmo soldados que liberaram esses campos acreditavam no que viam.

A verdade muitas vezes escorrega daquele que vive para se pegar mocinhas, ascender socialmente e curar sua depressão, é sim sexy ter aparência de sábio e filósofo como Pondé o faz, mas aquele que usando do Chestertoniano senso comum, da rudeza bucólica e desdentada, que se submete a ela é seu eleito. Já diz Deus, aquilo que os homens consideraram loucura, ali é a sabedoria divina, e aquilo que o homem considera sabedoria, é loucura para Deus e quem se considera sábio, faça-se louco para ser sábio. Olavo de Carvalho só está adiante na curva.