Objetivo

Pergunte-se a si mesmo qual o objetivo maior da ciência, qual é aquilo que a humanidade mais anseia que seja provido por cientistas? A resposta é simples: imortalidade. A possibilidade de viver eternamente sem que para isso se deva obediência à estatutos ultrapassados e fés antigas. Nem que para isso nossos corpos se fundem com máquinas ou que o sol perca sua influência sobre nossas células.

Quando a serpente tentou Eva a comer da maçã sagrada sua promessa era de que certamente não morreria como previsto, e segundamente, soberania moral, conhecendo o bem e o mal como Deus conhece. Basicamente, o anseio ao comer da maçã era separar-se de Deus, tornar-se independente Dele e como Ele.

Veja como essas duas propostas estão em voga hoje, não que a culpa é dos cientistas pois estão apenas provendo uma peculiar demanda da natureza humana, mas há algo de muito atual e verdadeiro na mitologia judaica, para bem ou para mal.