A importância do pecado original.

Não é de hoje que ouço que “Os gays não escolhem ser gays.” ou até pior “foi uma decisão de Deus que os gays existissem.” ou no mesmo sentido a letra Born This Way da Lady Gaga: “No matter gay, straight, or bi, Lesbian, transgendered life, I’m on the right track baby…I’m beautiful in my way ‘cause god makes no mistakes“. O argumento simplesmente esquece que Deus criou o homem e a mulher e viu que era bom, então veio o pecado original e agora todos nascemos pecadores e necessitados da graça divina para ter a santidade restaurada. Ora, Deus criou pessoas que pela presença do pecado original foram assassinos, terroristas, Stalins, Hitlers e daí? Estavam no right track? Quem diz isso sequer leu as primeiras páginas da bíblia.

Já a idéia de que os gays não escolhem até pela genética é bobagem, o cientista cristão do DNA Francis Collins ao observar o gene gay descobriu que ele não predetermina, somente predispõe. Assim como alguém pode ter predisposição à ser gordo e nunca vir a ser. O argumento genético apenas tolhe o livre-arbítrio de um indivíduo de superar suas fraquezas, não é a toa que alguns advogados usam para livrar assassinos da prisão. Hoje não precisa dizer “estava possesso pelo diabo”, basta “estava possesso pelo DNA”.