Milagre, mas só se você souber de onde vem os bebês.

“Milagres”, disse meu amigo. “Oh! Não me venha com essa! A ciência já nocauteou essa idéia. Sabemos que a Natureza é governada por leis fixas.”

“Mas, as pessoas não sabem disso desde sempre?” perguntei.

“Meu Deus, não,” disse ele. “Por exemplo, tome uma estória como a do Nascimento Virginal. Sabemos agora que tal coisa não poderia acontecer. Sabemos que deve haver um espermatozóide proveniente de um homem.”

“Mas, escute aqui,” disse eu, “José -“

“Quem é ele?” perguntou meu amigo.

“Ele era o marido da Virgem Maria. Se você ler a estória na Bíblia você verá que quando ele percebeu que sua noiva ia ter um bebê, ele decidiu cancelar o casamento. Por que ele fez isso?”

“Não faria o mesmo a maioria dos homens?”

“Qualquer homem faria,” disse eu, “desde que ele conhecesse as leis da Natureza – em outras palavras, desde que ele soubesse que uma garota não teria um filho a menos que tivesse dormido com um homem. Mas, de acordo com sua teoria, as pessoas antigamente não sabiam que a Natureza era governada por leis fixas. Estou apenas observando que a estória mostra que São José sabia tanto a respeito da lei quanto você.”

“Mas, ele veio a acreditar, depois, no Nascimento Virginal, não foi?”

“Exatamente. Mas, ele não fez isso porque ele estava de alguma forma iludido sobre a origem normal das crianças. Ele acreditou no Nascimento Virginal como algo sobrenatural. Ele sabia que a Natureza trabalha de forma fixa e regular: mas, ele também acreditou que existia alguma coisa além da Natureza que podia interferir com o trabalho dela – desde fora.”

“Mas, a ciência moderna tem mostrado que não existe tal coisa.”

“Será?” disse eu. “Qual das ciências?”

“Oh, bem, isso é uma questão de detalhe,” disse meu amigo. “Eu não posso lhe dar capítulo e versículo de cor.”

“Mas, você não vê que”, disse eu, “a ciência não poderia nunca mostrar algo desse tipo?”

“E por que não?”

“Porque as ciências estudam a Natureza. E a questão é se há algo além da Natureza – qualquer coisa ‘do lado de fora’. Como você poderia descobrir isso, simplesmente estudando a Natureza?”

C.S. Lewis, em seu God in the Dock, a conversa completa está aqui.