Auto-Sabotagem

A venda da consciência para o partido que paga mais é só um dado da corrupção pública, sob os gritos de valorização há sempre o interesse privado de um carro novo na garagem, e não se irá encontrar mais gente com interesses privados do que aqueles que trabalham no setor público. 

O problema é que nem eles percebem a auto-sabotagem, os verdadeiramente competentes avaliados pelo livre mercado poderiam ganhar o dobro do que ganham sem depender de canetada de políticos e partidos, mas como a maioria é verdadeiramente incompetente, sabem que o mercado lhes será feroz e dará o que realmente merecem, entre a pobreza que se merece e o político que dá o que não se merece, qual aquele que imbuído de interesses tão egoístas quanto o capitalista, irá desejar?

Sendo o único com capital sobrando para investir, enquanto o resto tem capital apenas para sobreviver e ser usado como chantagem emocional para justificar o assistencialismo, é objetivo reconhecer que assim como o capitalista dobrou o egoísta fazendo ele trabalhar para o interesse dos outros, o socialista dobrou o capitalista fazendo ele trabalhar para os políticos.