in_hoc_signo_vinces

Ira

O primeiro divine right a ser reconhecido é o do pater familia, sim, antes de se começar a criticar o direito divino admoestando contra o poder absoluto do rei, a primeira autoridade que deve ser reconhecida como possuidora de um direito divino é o pai de família, pois do poder patriarcal nasce a pátria, outra autoridade que se pode imaginar é o do pastoreio espiritual. E da mesma forma que o direito vem com um dever, o pai abusivo perde o poder quando ira a Deus, o pastor perde a autoridade quando torna-se herege, afinal, é dito que quem quer ser o maior seja o servidor.

Mesmo em fontes passadas os reconhecidos por toda a cristandade como governos por direito divino não tiveram incorruptos, mas também não houve impunições, quando Saulo desobedeceu a Deus, foi requerido a Samuel que ungisse um novo rei, que foi Davi, que sendo adúltero e homicida, foi severamente castigado.

Modernamente esse direito de regência foi dado a Santo Constantino por sinal em batalha, Santo Constantino não foi incorrupto, tendo controversialmente sentenciado de morte sua esposa e filho mais velho, Fausta e Crispo, e a Igreja tem feito o trabalho de limitar o Imperador, resguardando para si a guarda da autoridade.

Não deve haver discussão entre cristãos sobre o natural direito de governar ser um direito divino, também se por causa da corrupção de reis esse direito inexiste, somente se esse poder é absoluto ou não.