Empilhar

Há um pequeno mistério, muito oportuno aos que se esforçam mais do que o exigido pelos seus chefes, em receber salários menores. Aquilo que é excesso sem retorno poderá ser considerado caridade, e portanto, há alegria na boa produtividade em que, conscientemente e voluntariamente, se sacrifica pelo bem dos outros sem que para isso exija retorno, havendo uma confusão celeste entre trabalho mundano e espiritual, abrindo um espaço e uma oportunidade de aproveitar até mesmo a rotina trabalhista para empilhar tesouros no outro mundo. Esse mistério é um gerador de riqueza oculto até aos mais capitalistas.