Sauros

O momento é sim propício para a expansão de alternativas ideológicas, todavia quem acredita que o brasileiro saiu às ruas movidos por um forte sentimento liberal que não somente o anti-petismo gerado em muito por contribuição do filósofo pode estar otimista demais, afinal, é observável que o inominado petista que foi às ruas está furioso com a corrupção enfraquecendo o poder estatal e as reformas trabalhistas e previdenciárias suaves comparadas à ortodoxia liberal. Está furioso por causa de menos Estado, não mais.

Sim, não querem impostos mas querem salários de empresários para praticantes dos serviços públicos: a economia do brasileiro não é mágica, é schoringeriana, é quântica.

Façam um teste, se exultem e sussurrem privatização de qualquer dos sauros estatais no microfone, sejam abertamente a favor do fim do fascismo brasileiro e esperem saírem com os ossos mais quebrados dos que os que defendem a volta da ditadura militar.