Menção

Guarda com toda a diligência o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida.

Se procede que os mandamentos são amai a Deus acima de todas as coisas e ao próximo em sequência, é consequência que Deus condena todos os amores que desrespeitam ambos mandamentos, e assim nos ensinaria: Condena-se “Amar algo, mesmo o próximo, acima de Deus e amar algo que não seja Deus acima do próximo”.

Segue-se que o amor não justifica a si mesmo se não obedece a hierarquia e a ordem criada pelo Senhor. O que pouco se percebe é que aqui se condena o amor ateísta, dos desígnios da carne e dos namoros passageiros, por ser um amor desobediente à primeira menção, não colocando a prioridade do coração nas mãos de Deus.