Alto Nível

Discussões de alto nível acontecem no mundo sobre diatribes entre protestantes e católicos, lugar onde os protestantes tem disputado em nível de igualdade com intelectuais católicos. Contudo no Brasil a discussão é paródica entre pastores chorões e padres de voz fina, o que pesa contra os católicos pois não fosse a preguiça intelectual, católicos teriam mais meios de chegar a uma visão melhor da teologia protestante do que protestantes do catolicismo. Os evangélicos cuja maioria acredita que pornstars podem ser pastoras no dia seguinte à conversão não possuem treino o suficiente para analisar idéias complexas.

Sobra as caricaturas de quem fica acreditando que a sola scriptura é um argumento circular enquanto  usam do livre exame para confirmar suas doutrinas. Se isso é todo o poder de inteligência de quem se assenta à cabeça de santos milenares, conta-se muito a desfavor.

Os entendimentos da teologia protestante já tem idade de concílios católicos importantes, tratados com todo o respeito que os católicos possuem pelas tradições. Unidade por unidade, a igreja ortodoxa manteve a sua por iguais milênios sem a necessidade de uma autoridade central.

O protestantismo tem rusgas internas, mas observável que sempre em favor de maior ortodoxia – quase um culto moralista protestante. É também observável que o protestantismo ajudou o catolicismo com a popularização da bíblia: Hoje se todo católico conta com uma bíblia em casa é em parte pelos esforços da reforma.

Se não dá para se esforçar honestamente nesse conflito é bom deixar a apologética para os profissionais e manter um cristianismo puro e simples.